• Novidades

    O musical LUMIAR, fez sua última apresentação nesse fim de semana

    É um espetáculo impactante, onde crianças e adolescentes de uma comunidade tão sofrida mostram do que são capazes. Lumiar é uma produção própria, uma obra de arte única e contagiante.

    Lumiar | Foto: Guilherme de Carvalho

    À frente do projeto está Tia Selminha, que comanda com mãos de ferros a Ong Semente do Futuro, há 32 anos desenvolve um trabalho impecável. Hoje, atendendo 223 crianças da Vila Aliança. A história de sua mentora é incrível. Tia Selminha, ex moradora de rua, é um exemplo de ser humano, de superação. Seu projeto já contemplou mais de 15 mil pessoas, é uma inspiração....

    Foto: Divulgação

    Produzido pela Organização da Sociedade Civil Núcleo Sócio Cultural Semente do Futuro, que vem oferecendo, oficinas de balé, judô, coral, banda marcial, informática, dança folclórica, alfabetização, jogos lúdicos e cidadania. Tendo como eixo o empoderamentos dos usuários bem como de suas respectivas famílias indo na contramão do que a realidade da localidade;

    Ver as nossas crianças representando no palco, brilhando e conquistando aplausos dá um grande sentimento de realização. O resultado do esforço desses pequenos talentos é o aplauso que eles conquistam a cada apresentação. Fico muito orgulhosa dessas crianças que vivem uma realidade de violência, mas brilham com oportunidade, atesta Tia Selminha  

    Lumiar é uma peça musical que conta a história original da saga de dois habitantes mágicos de mundos diferentes, que se encontram ao acaso e precisam defender as suas terras contra forças egoístas. O ballet clássico se encontra com a dança moderna, o erudito e o eletrônico. O espetáculo contou com direção de Alex dos Santos, produção de Nara Ayres, preparação vocal de César Ribeiro, coreografia de Roberta Helena, adaptação coreográfica de Jonathas Baptista e figurinos de Instituto Cohen. Contou com patrocínio da Uber e apoio do ISS - Lei de incentivo à Cultura e Prefeitura do Rio.

    A semente transforma dias de risco em dias de oportunidades. Fico feliz em proporcionar esses momentos para elas. Isso pode definir uma vida de vitórias. Fico pensando que mais pessoas deveriam assistir para entender que é possível transformar. Ver essas crianças no palco só me enche de orgulho e de vontade para continuar nessa jornada, completa Selminha 

    Foi uma saga, a 1ª vez que um espetáculo da ONG faz uma temporada com 10 apresentações em diversos teatros e Lonas da Zona Oeste. Contou com crianças e jovens entre 8 a 22 anos. Muitos alunos nunca haviam feito ballet ou teatro e muito menos haviam pisado em um palco, só no elenco, contou 40 crianças.

    O diretor da peça, Alex dos Santos foi voluntário com 18 anos na Ong , saiu para fazer faculdade e voltou com 24 anos como gestor de projetos. 

    O processo foi desafiador, mas o resultado foi recompensador com todos os elogios e palmas da plateia, alegou Alex   

    E quem disse que acabou? Incansável, Tia Selminha já está com planos para montagem da próxima produção. Ficou animadíssima em ocupar outros espaços, não é para menos, a peça foi um sucesso, recebeu em torno 2500 de público.

    Nenhum comentário