• Novidades

    Tecnologia na educação: Material online dinamiza aprendizado de idiomas

    Alinhados com a nova educação, Park idiomas oferece aulas dinâmicas e com material 100% digital, oferecendo aos alunos do século XXI um ensino eficaz

    Foto: Freepik

    Com a popularização dos recursos tecnológicos, é comum que os nativos digitais tenham celulares, tablets e computadores inseridos em seu dia a dia e incluí-los em salas de aula pode dinamizar o processo de aprendizagem e trazer outros inúmeros benefícios, principalmente para a equipe de educadores. É importante, contudo, que fique claro que a tecnologia deve ser usada como aliada no processo educacional, uma ferramenta a mais que o professor tem à disposição para aumentar a motivação e o engajamento dos alunos.

    O jovem adulto do século XXI é exposto a um excesso de informação e estímulos que, ao final do dia, devido ao cansaço causado pela correria da rotina de trabalho, já não consegue manter a motivação e sente bastante dificuldade para reter atenção em novos dados. É preciso que o professor e a metodologia da escola compreenda essa lacuna e proponha uma solução que vá além do lecionar. 

    O equilíbrio entre a tecnologia e a educação provoca a curiosidade e atenção dos alunos, que, por si próprios, tendem tornar as aulas mais atrativas e, consequentemente, com melhor produtividade, afirma Paulo Arruda, CEO da Park Idiomas.

    A rede de franquia de escola de inglês e espanhol apostou nesse viés e adaptou todo o material para a versão online, acessada por aplicativo no celular. A aula, aplicada pelo educador, pode ser estudada várias vezes em casa, acelerando o resultado final. 

    É possível, em sala de aula, que o foco seja a demanda real e necessária para o aluno, enquanto em casa, com o aparato tecnológico, ele possa reviver o conteúdo por meio dos dispositivos. O professor guia as aulas por meio de um material 100% digital, totalmente oral e sem a obrigatoriedade de ensinar a gramática nos primeiros módulos, já que entendemos que o principal desejo do estudante é ter o domínio da fala antes mesmo da gramática, completa o executivo.

    Por esta razão é essencial que o professores e diretores estejam a par desse novos recursos disponíveis e tragam para a sala de aula as ferramentas que melhor se adequam ao perfil e a faixa etária de seus alunos, de forma a criar um equilíbrio entre o uso da tecnologia e a interação, contribuindo para o aprendizado mais eficiente. Mas vale ressaltar: essas inovações não substituem o educador e o papel dele nesse processo é fundamental para conduzir corretamente a utilização das novas tecnologias. E não apenas isto. É o professor que percebe as nuances do comportamento do aluno e o quanto, naquele dia, ele conseguirá absorver o conteúdo exposto.

    Nenhum comentário