• Novidades

    FCDLESP aponta que o ticket médio pode variar entre R$ 150,00 e 200,00

    Black Friday: vendas podem crescer até 5%, segundo pesquisa


    A Black Friday deve ter um crescimento de até 5% nas lojas físicas, segundo pesquisa realizada pela FCDLESP (Federação das Câmaras dos Dirigentes Lojistas do Estado de São Paulo). Para os lojistas, os consumidores estão animados para as compras, buscando descontos que chamem sua atenção e apresentação de produtos com qualidade. 

    Presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff | Foto: Divulgação

    O ticket médio pode variar entre R$ 150,00 e R$ 200,00.

    Neste ano, o número de compras em lojas físicas deve se igualar ao online, segundo pesquisa realizada pelo Google. Visto que a Black Friday pode ser uma opção para antecipar as compras do Natal pelos descontos atrativos, parte importante dos consumidores tende a fazer a busca no e-commerce e efetuar a compra na loja física, explica o presidente da FCDLESP, Maurício Stainoff.

    O faturamento no e-commerce deve atingir a margem de R$ 3,45 bilhões em vendas e o consumidor espera ansiosamente pela data para desembolsar um valor maior e aproveitar os descontos da melhor forma, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

    A pesquisa foi realizada com a participação das principais CDLs do Estado de São Paulo, que enviaram dados locais, como expectativa do crescimento nas vendas e os segmentos que podem ser mais beneficiados.

    Confira os dados por região.

    Região Metropolitana de São Paulo

    Para as regiões de Taboão da Serra, São Mateus e Grande ABC o crescimento previsto das vendas pode ser de 5%. De acordo com o presidente da CDL de Taboão, Antônio Augusto da Fonseca, os segmentos que mais podem ser beneficiados são vestuário, cosméticos e perfumes.

    O presidente da CDL de Mogi das Cruzes, Valterli Martinez, espera por um crescimento de 4% com preferência de compra entre os consumidores por roupas e sapatos.

    Litoral

    Na região da Baixada Santista, as CDLs de Praia Grande e Santos Praia estão otimistas quando se trata do crescimento das vendas na Black Friday. É esperado um crescimento de até 7%, visto que a data ocupa o terceiro lugar no ranking entre as mais esperadas pelo varejo no segundo semestre, ficando atrás do Dia das Crianças e Natal. Vestuário e calçados devem ser os setores mais procurados para as compras, segundo o presidente da CDL da Praia Grande, Antônio Luiz de Souza.

    Interior

    Para a região de Bauru e Jundiaí, o crescimento esperado das vendas na Black Friday é de 5%. Vestuário, calçados e eletrônicos podem ser as categorias favoritas entre os consumidores. Já a CDL de Franca acredita que o crescimento pode ser de 4%.

    Nenhum comentário