• Novidades

    Caldeirão das mais variadas culturas, Madureira será o próximo roteiro do Rolé Carioca no mês da Consciência Negra

    De zona rural no século 17 a bairro fabril no início do século 20, o bairro é hoje um dos berços do samba do Rio de Janeiro. 

    Rolé Carioca Madureira Portela - Fernando Frazão - Agência Brasil

    Casa das tradicionais escolas Portela e Império Serrano e do Jongo da Serrinha, Madureira será o próximo roteiro do Rolé Carioca – destino mais do que apropriado para celebrar o mês da Consciência Negra. O passeio, gratuito, acontecerá no dia 24 de novembro (domingo) com ponto de encontro no Parque Madureira (entrada pela rua Soares Caldeira) às 9h. Não há como falar da região sem lembrar de sambas que retratam seu cotidiano e embalaram madrugadas; remeter a imagens imponentes das escolas que são orgulho dos moradores do bairro e reverenciar personagens que fazem parte de sua história, como Dona Ivone Lara, Monarco, Natal da Portela e o embaixador Paulinho da Viola.  


    Rolé Carioca - Madureira - | Foto: BiaSartorio

    O Projeto Rolé Carioca é uma realização do estúdio M’Baraká, com consultoria de conteúdo do coordenador nacional do curso de História da Estácio, Rodrigo Rainha, e do historiador William Martins - mestre de cerimônia do projeto e guias dos passeios. O Rolé tem patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro e da Secretaria Municipal de Cultura, Estácio e Riocard Mais e conta ainda com o copatrocínio das empresas SHIFT ETT e Cinesystem. Todos os patrocínios foram realizados por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura - Lei do ISS.  


    Rolé Carioca - Madureira - | Foto: BiaSartorio

    Madureira abriga a tradição do jongo e a pulsação dos contemporâneos bailes charme, referências da cultura negra. É lá que está localizado um dos mais importantes mercados populares da cidade e onde fica o parque que virou referência de lazer e cultura da zona Norte carioca. Bairro cortado pela linha ferroviária construída por Dom Pedro II em 1890, Madureira ainda guarda o clima bucólico do subúrbio: casas com fachadas de azulejos, sobrados com quintais, vizinhos conversando em cadeiras colocadas na rua, vitrolas tocando velhos sambas. Quem vê o bairro hoje nem imagina que a área já foi uma grande fazenda de pecuária e cana-de-açúcar, cujo dono – Lourenço Madureira – deu o nome ao local.  

    Rolé Carioca - Estação Mercadão de Madureira | Foto: CreativeCommons

    A partir do final do século 19 e início do século 20, com a instalação da estrada de ferro, a crescente industrialização do País e a expulsão de trabalhadores de áreas centrais da cidade, a fazenda é loteada e Madureira se torna um dos principais bairros do subúrbio carioca. Pouco a pouco, sobretudo durante do governo Vargas, imigrantes de vários países chegaram ao Brasil para trabalhar nas fábricas e fazendas, levando o cenário suburbano a ser recheado de pessoas de diferentes nacionalidades. Assim, portugueses, turcos, libaneses, alemães, poloneses e russos passaram a conviver com os moradores de Madureira e ajudar a dar ao bairro o seu rosto atual.  

    SERVIÇO – Projeto Rolé Carioca – próxima parada: Madureira  

    Data: 24 de Novembro (domingo)  

    Hora: 9 horas  

    Ponto de encontro: Parque Madureira, na entrada pela Rua Soares Caldeira (atrás do Madureira shopping)  

    Gratuito – Não é necessário fazer inscrição  

    Duração: aproximadamente 3 horas  

    Nenhum comentário