• Novidades

    Qual o segredo para um relacionamento de amizade e respeito entre pais e filhos?

    Na era digital, cada vez mais pais vem estudando formas para se relacionar melhor com os filhos

    Espaço Buticabeira | Foto: Divulgação

    Numa realidade tão conectada como a de hoje em dia, a correria do trabalho e a rotina talvez sejam as maiores dificuldades em passar mais tempo de qualidade com a família. Por isso, os pais vêm buscando recursos que os ajudem a educar, entender e a melhorar a convivência em família.

    O relacionamento entre pais e filhos tem grande impacto na família, os pais não precisam ser “perfeitos” – então um vínculo saudável é tudo que necessitam diz Renata Lima, que é formada em Antropologia pela PUC e em Administração de Empresas pela FGV.

    Ela acredita que nutrir o relacionamento é muito importante pois quando os filhos estiverem com um problema ou chateados, automaticamente pensarão em ter uma conversa com os pais. E lembra “Se isso te faz pensar na última vez em que levantou a voz ou foi para a cama sem perguntar ao seu filho como foi o dia dele, não tenha medo – o relacionamento não tem a ver com perfeição”.

    Ela dá 5 dicas iniciais para ajudar o relacionamento:

    • Em vez de culpar ou mandar, descreva o que você vê ou sente;
    • Em vez de acusar ou insultar, dê informação;
    • Não se apresse em dar respostas: deixe seu filho refletir um pouco;
    • Em vez de falar muito ou "dar sermão", fale com poucas palavras;
    • Não faça muitas perguntas.

    Renata além de antropóloga e administradora também é mãe de dois filhos e oferece workshops sob a temática do livro “Como falar para seu filho ouvir e como ouvir para seu filho falar” das autoras americanas Adele Faber e Elaine Mazlish. Ela conta que aprender dicas práticas mudaram a dinâmica na casa dela “Em vez de um campo de batalhas, de conseguir as coisas "no grito", passamos a ter menos embates, mais conversas, mais combinados feitos e, principalmente, cumpridos”. E é isso que ela busca passar em seus workshops.

    O primeiro workshop abordou o tema "Como lidar com sentimentos negativos com empatia e limites" no Espaço Buticabeira. "No primeiro dia começamos a aprender uma nova forma de se comunicar e um novo jeito de reagir a esses conflitos diários que temos com nossos filhos. É bom para nós e para nossos filhos. A parceria com o Buticabeira é muito feliz por duas razões; a primeira porque o espaço é lindo e super agradável, e a segunda porque eles acreditam no poder da educação e nessa troca entre os pais que é tão rica. Te espero lá!" convida Renata.

    Os próximos workshops também acontecerão no Espaço Buticabeira, maior buffet infantil à céu aberto de São Paulo, até 04 de dezembro. Confira as datas e temas das próximas sessões: 

    21/08 – Como lidar com sentimentos negativos, com empatia e limites.

    11/09 – Como incentivar a cooperação, substituindo ameaças e ordens.

    09/10 – Como resolver conflitos com formas alternativas ao castigo.

    30/10 – Como estimular a autonomia, desenvolvendo a independência.

    13/11 – Como construir uma autoestima positiva e realista.

    04/12 – Como liberar os filhos dos “rótulos” e estereótipos.

    Veja também o depoimentos de pais que já participaram dos workshops:

     “O workshop é um espaço em que entramos em contato com novas perspectivas de como lidar com nossos filhos. Não existe uma resposta certa, mas as dicas são preciosas e, em pouco tempo, conseguimos criar um canal um pouco mais efetivo com eles”.

    Administradora, mãe de 2 filhos

     “São muitas dicas práticas, e uma outra forma de pensar, que realmente funcionam, e te fazem mudar por dentro. Ter um grupo para poder rever e discutir situações ajuda muito. Como pai pensei que meu timing de aprender tudo isso estava bom, pois tenho filhos pequenos, mas hoje penso que seria tão bom ter aprendido isso antes de casar... funciona para qualquer relação, seja de amigos, namorada ou filhos”.

    Professor de dança, pai de 2 filhos

    “Com uma base teórica sólida, aproveitando técnicas de comunicação não violenta, empatia, neurolinguística e teoria da mente, o curso funciona. Os resultados podem não ser imediatos, o que valida mais ainda o processo: para ser duradouro, deve ser gradual.

    No começo, depois de ter reagido com as crianças, é que nos lembramos que poderíamos ter falado diferente. Aos poucos, as opções vêm à mente antes das ações, até serem incorporadas”.

    Médica, mãe de 2 filhos

    Os workshops levantarão discussões sobre as falas automáticas que aprendemos com os nossos pais, os impactos causados nos filhos dessa nova geração e trará propostas para fazermos diferente. Assim como atividades individuais, em dupla e em grupo serão propostas para que as situações sejam vivenciadas.

    Workshop – Como falar para seu filho ouvir e como ouvir para seu filho falar

    Datas: 21/08, 11/09, 09/10, 30/10, 13/11, 04/12
    Horário: Quartas-feiras das 8h00 às 10h00
    Local: Espaço Buticabeira
    Endereço: Rua Francisco Leitão, 383 – Pinheiros - São Paulo (SP)
    Inscrições e confirmação de presença: (11) 99990-6004 por ligação ou WhatsApp

    Nenhum comentário