• Novidades

    Oi Futuro e Instituto Ekloos lançam terceira edição de edital de aceleração voltado à indústria criativa

    Programa de aceleração Impulso oferece mentoria e apoio a iniciativas culturais, com patrocínio da Oi e Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro

    Ensinando a metodologia do Impacto Social Canvas para a Dona Jurema | Foto: Divulgação

    Iniciativa poderá distribuir até R$ 100 mil para apoiar a execução de projetos com propósito de transformar a sociedade por meio da cultura

    Já estão abertas as inscrições para a terceira edição do edital Impulso, lançado esta semana pelo Instituto Ekloos e Oi Futuro, instituto de inovação e criatividade da Oi. O programa de aceleração prevê mentoria e apoio a negócios de impacto social e iniciativas socioculturais do estado do Rio de Janeiro. Serão selecionadas até 20 iniciativas que tenham como propósito transformar a sociedade por meio da cultura. Elas poderão receber premiação de até R$100 mil, que serão divididos entre as organizações melhor avaliadas por uma banca examinadora, durante o processo de aceleração. O valor para cada projeto será definido pela banca, com o objetivo de apoiar sua execução. As inscrições podem ser feitas no site do Instituto Ekloos (https://www.ekloos.org/impulso) até 23h59 (horário de Brasília) do dia 20 de outubro. 

    O Instituto Ekloos, em parceria com o Oi Futuro e com o patrocínio da Oi e da Secretaria Estadual de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura, lançou o Programa Impulso 2019 com o objetivo de estimular o desenvolvimento de projetos e negócios que promovam o desenvolvimento social e a ampliação do acesso à cultura, de forma inovadora e em especial com o uso de tecnologias digitais. O processo seletivo está aberto a pessoas físicas ou jurídicas, que representem organizações da sociedade civil, grupos culturais ou negócios de impacto, com atuação no estado do Rio de Janeiro.

    Entre as iniciativas e áreas que podem ter projetos contemplados estão aplicativos, artes visuais, audiovisual, cinema, circo, dança, design, folclore, fotografia, games, gastronomia, literatura, museus, música, moda e teatro, entre outros. No evento em que o lançamento foi anunciado, o painel “Conexões que Inspiram” proporcionou aos participantes uma vivência de encontros com palestrantes, acelerados nas edições anteriores do programa, que compartilharam suas histórias e trajetórias empreendedoras no campo da cultura e da economia criativa. Uma das apresentações foi da empreendedora Jaciana Melquiades, que lançou a primeira loja física de bonecas negras no Brasil.

    O processo de aceleração engloba toda a minha equipe, não vou sozinha. As dúvidas que surgem no grupo são trabalhadas nas mentorias. Formamos uma rede incrível com soluções, trocas e contatos que são importantes para a trajetória, disse a empreendedora.

    Outro participante já contemplado pelo programa, o rapper Dudu de Morro Agudo, de Nova Iguaçu, que também participou do evento, contou que pensava em como poderia transformar o bairro dele em um lugar melhor através do hip hop.

    Nós reunimos a juventude para pensar: que bairro temos e que bairro a gente quer ter? É através da arte que a gente pensa em soluções criativas, explicou. 

    O encontro também teve apresentação da cineasta Manaíra Carneiro, do coletivo Fluxos Urbanos. Nas duas edições anteriores do Impulso, participaram mais de 180 gestores de 40 organizações. 

    Nenhum comentário