• Novidades

    "Medicina de estilo de vida" transforma clínica do Prof. Dr. Filippo Pedrinola em um centro de terapias integrativas

    Protocolo exclusivo de oito semanas foi desenvolvido pelo endocrinologista e a psicóloga Juliana Orrico, e conta com profissionais de diversas áreas da saúde


    Uma das atuais tendências da saúde, sustentada por evidências científicas, em todo o mundo é a medicina integrativa. Uma prática de tratamento que une terapias complementares à medicina tradicional com o objetivo de oferecer ao paciente um conceito ampliado da cura, que tem como objetivo promover um estado de bem-estar. Entre os grandes incentivadores dessa prática no país estão o endocrinologista Prof. Dr. Filippo Pedrinola e a psicóloga Juliana Orrico, que reuniram profissionais de diversas áreas da saúde e criaram um protocolo exclusivo chamado "Medicina de Estilo de Vida".

    A "Medicina de Estilo de Vida" é um programa de oito semanas, durante as quais o paciente é atendido em diversas especialidades com um plano de ação individualizado e no qual ele é o protagonista de seu tratamento. Trata-se de um processo dinâmico, consciente e individual que busca por uma vida saudável e reforça as conexões entre corpo, mente e espírito. Todas as terapias complementares são validadas por estudos científicos que comprovam sua eficácia na prevenção e tratamento de doenças.

    "Para desenvolvermos nosso próprio protocolo de medicina integrativa, levamos em consideração atuar nos quatro pilares essenciais para se alcançar uma vida saudável: o hábito alimentar, a atividade física, o emocional e a espiritualidade", conta Dr. Pedrinola. "Realizamos uma verdadeira intervenção dinâmica durante oito semanas que transforma efetivamente a vida do paciente ao promover a harmonia entre essas quatro áreas", explica o endocrinologista que possui certificação em medicina mente-corpo pelo Body-Mind Institute da Harvard Medical School, pela International Stress Management Association no Brasil (ISMA-BR) e pela University of Texas em Arlington (UTA).

    Doenças de estilo de vida

    Vivemos em uma época em que cada vez mais as pessoas sofrem das chamadas "doenças de estilo de vida", responsáveis por grande parte das enfermidades da população mundial. Comportamentos comuns à vida contemporânea como o sedentarismo, estresse, alimentação inadequada, consumo de álcool, cigarro, etc, desencadeiam doenças crônicas que prejudicam a qualidade de vida e podem levar à morte.

    As doenças do estilo de vida não são uma novidade, há anos o Ministério da Saúde brasileiro alerta que elas têm disputado com os acidentes de trânsito a liderança das maiores causas de morte no país. De qualquer forma, essas doenças crônicas podem ser evitadas ou até mesmo revertidas com pequenas mudanças de rotina dentro dos quatro pilares da vida saudável. "Ninguém fica doente de repente, ninguém engorda de repente, tudo é um resultado de nossas escolhas", alerta Dr. Pedrinola.

    Pilares da vida saudável

    O conceito do que seria ter uma vida saudável não se resume apenas à ausência de doenças, mas um sentido mais global que envolve o bem-estar do ser humano. Para o Dr. Pedrinola, esse estado é alcançado por meio da harmonia entre quatro áreas: o hábito alimentar, a atividade física, o emocional e a espiritualidade; os quais são trabalhados de forma ativa dentro do protocolo "Medicina de Estilo de Vida".

    Hábito Alimentar - Envolve a nutrição por meio de práticas alimentares saudáveis e com acompanhamento de um profissional, principalmente em uma época em que as pessoas são bombardeadas por dietas da moda que mais confundem do que esclarecem.

    Atividade Física - Respeitando as limitações, condicionamento físico e objetivos de cada pessoa, é essencial que o movimento faça parte da rotina. Além dos benefícios à saúde e à estética corporal, é comprovado que o exercício físico ainda estimula a produção de neurônios melhorando a capacidade cerebral.

    Emocional - Quando o estresse se torna crônico, ou seja, quando a pessoa estressada se torna incapaz de retornar à sua estabilidade emocional inicial, ele acaba levando-a ao esgotamento (burn out) e desencadeando diversas doenças psicossomáticas como gastrite, colite, síndrome do pânico, diarreia, dores musculares e uma lista enorme de outras manifestações físicas.

    Espiritualidade - O conceito nada tem a ver com crenças pessoais ou religiosidade. Trata-se da conexão que o ser humano tem com ele mesmo, com a família, com o mundo. Essa conexão é estimulada por práticas como ioga, meditação e o mindfulness.
    Protocolo Medicina de Estilo de Vida

    O protocolo exclusivo da Clínica Prof. Dr. Filippo Pedrinola realiza atendimentos individuais ou em grupos integrando diversas áreas da saúde e profissionais bem preparados. Todo o processo é coordenado pela psicóloga Juliana Orrito e supervisionado pelo endocrinologista. Trata-se de uma verdadeira intervenção na vida do paciente com um plano de ação de oito semanas e resultados perceptíveis, rápidos e duradouros na saúde física e mental.

    Coordenado pelo médico endocrinologista, o paciente é atendido em diversas outras áreas como dermatologia, nutrição, psicologia, inteligência física, medicina diagnóstica, etc. Cada paciente tem sua agenda de cuidados trabalhada de forma individual e totalmente voltada aos seus objetivos e necessidades. 

    Nenhum comentário