• Novidades

    4º Fórum Abracorp lota auditório na WTM Latin América 2019

    Evento valoriza a importância das TMCs sob a ótica dos clientes e fornecedores

    4º Fórum Abracorp na WTM 2019 | Foto: Divulgação
     4º Fórum Abracorp - Associação Brasileira de Agências de Viagens Corporativas, realizado no dia 2 de abril, das 14h às 15:30h, no Expo Center Norte, em São Paulo, Brasil, atraiu a participação dos profissionais do mercado de viagens corporativas que lotaram o auditório da WTM Latin America 2019.

    Carlos Prado, presidente do Conselho de Administração da entidade, abriu os trabalhos agradecendo a presença de todos e reiterou a importância do tema ‘Governança & Compliance no Cenário das Viagens Corporativas’, abordado na palestra conduzida pelo consultor Carlos Ergolin, do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC).

    Na apresentação, Ergolin destacou conceitos que referenciam as boas práticas de governança, enfatizando, por exemplo, que há diferença entre estar e ser compliance.

    Estar em compliance é cumprir a legislação e as políticas internas por mera obrigação ou para reduzir eventuais penalidades, caso a organização sofra uma punição. Ser compliant é o cumprimento consciente e deliberado da legislação e de políticas internas, guiado pelos princípios e valores que compõem a identidade da organização, visando sua longevidade.
    Eduard Murad (ALAGEV), Carlos Ergolin (IBGC), Carlos Prado (Abracorp), Peterson Prado (AVIPAM), Rodrigo Sienra (DELTA) e Gervasio Tanabe (Abracorp) | Divulgação
    Em seguida, foi realizado um painel de debates, com a participação de Eduard Murad (ALAGEV); Rodrigo Sienra (DELTA); e Peterson Prado (AVIPAM), sob a moderação de Gervasio Tanabe, diretor executivo da Abracorp. Questões relacionada a contratos, confidencialidade, gestão e proteção de dados, programas de incentivos de fornecedores, entre outras enriqueceram a pauta e ampliaram a percepção do valor agregado pela TMC – Travel Management Company, sob a ótica dos clientes (empresas privadas e órgãos públicos) e fornecedores.

    Nenhum comentário