• Novidades

    Suporte Smart lança primeira franquia de delivery de assistência técnica de celular

    Com investimento bastante acessível, modelo de negócio compacto cabe dentro de uma maleta
    Divulgação_Suporte Smart 
    Se 2017 parece ter sido ontem, para algumas pessoas e, principalmente, o que concerne a tecnologia, o ano já se faz distante. De lá para cá, o Brasil registrou, oficialmente, ter mais smartphones ativos do que habitantes. Os números  da última Pesquisa Anual de Administração e Uso de Tecnologia da Informação nas Empresas, da Fundação Getúlio Vargas, não deixam mentir e revelaram que, em 2018, cerca de 220 milhões de celulares coabitavam o País junto dos 207,6 milhões de pessoas. E esse número de aparelhos salta para 306 mi se considerarmos ainda notebooks e tablets, alcançando um total de 1,5 gadget por pessoa. 
    Acompanhando esse cenário high-tech, Guylherme Ribeiro, fundador da rede de franquia Suporte Smart, lançou um novo formato de negócio, compacto o suficiente para caber dentro de uma mala. O modelo de negócio, que atende por delivery, já mostrou que é sucesso e veio para ficar. E pudera: com menos de R$ 5 mil reais é possível adquirir uma franquia e receber o kit maleta, com uniforme, crachá, cartão de visitas, ferramentas e acesso aos cursos de formação.
    Os números da rede expressam o que a população, de maneira geral, têm exigido cada vez mais das empresas: soluções rápidas e práticas para os problemas do dia a dia. Se esse foi o mote que levou o jovem empresário a se projetar no mercado de consertos de smartphone em 2017, quando lançou a franquia, propondo entregar os aparelhos em até 40 minutos, no casos de smartphones, e 2h para notebooks e tablets, agora o desafio é ainda mais ousado. Atento aos movimentos da sociedade, entendeu que 60% do seu público preferia inverter a lógica convencional e ter a loja dentro de casa ou do escritório, à disposição quando bem precisasse.
    É por isso que, acompanhando as preferências dos brasileiros, a Suporte Smart se projeta, agora em 2019, como a primeira rede de franquia de assistência técnica de aparelhos celulares que vai até onde o cliente está. Uniformizados e carregando a maleta de equipamentos personalizada, os franqueados chegam aos clientes, disponibilizando a mesma qualidade e agilidade do serviço encontrado nas lojas físicas. E se já soa prático ter uma loja ao alcance das mãos, é ainda mais cômodo quando ela está a poucos touches de nós: a rede também desenvolveu um app, por onde será possível localizar o técnico mais próximo para realizar a manutenção dos aparelhos.
    É por isso que, diante das projeções otimistas do mercado e das vantagens que a rede tem oferecido aos franqueados, somado às facilidades destes se conectarem com os clientes finais, a perspectiva da Suporte Smart para 2019 é, embora ousada, bastante palpável: 1000 novos franqueados por todo o Brasil. Para quem está disposto a colocar a mão na massa, vestir literalmente a camisa e não ter medo de se lançar aos desafios, a Suporte Smart oferece, além do modelo delivery por R$ 4.290,00, outras cinco opções de franquia: loja de rua e de shopping, quiosque para shopping, sala comercial ou mudança de bandeira com loja já montada.
    De volta a ideia original
    Se o nome Suporte Smart começou a ganhar o mercado de assistência técnica em 2017, a história de empreendedorismo de Guylherme Ribeiro é, sem dúvida, anterior a isso. Natural de Curitiba, Ribeiro começou nesse universo de tecnologia quando mal tinha saído da adolescência, aos 20 anos. Vindo de uma família de vendedores e contando apenas com um carro, parcelado em 60 vezes, decidiu utilizar o pouco montante que tinha em mãos, R$ 7 mil, para empreender. Com apoio e ajuda de um amigo, viajou para São Paulo a fim de comprar peças de reposição para celulares. De posse delas, montou sua primeira loja, ainda modesta, chamada Reicell.
    Aprendendo o ofício via tutoriais no Youtube, a modesta loja começou a crescer. Em seis meses, abriu a segunda unidade e, em menos de dois anos, já tinha quatro delas operando. “No primeiro dia da loja conseguimos vender R$100, o que para a gente significou muito, pois minha lógica foi: abrindo todos os dias, vou faturar R$ 3 mil por mês. Era muita grana!”, brinca o empresário. Em 2014, após uma viagem à China, Ribeiro apostou as fichas, numa virada de mesa, na abertura de uma importadora e distribuidora de peças para a revenda.
    Com a metade do prédio vago para comércio, Guylherme resolveu, então, voltar as origens e retomar os planos da loja para o público final; agora, focado nos applemaníacos. A iService Soluções, que nasceu para ser um extra no faturamento, logo se tornou a principal fonte de renda. “A demanda por serviços cresceu de uma forma assustadora e eu precisei contratar mais atendentes e técnicos. Enquanto isso, a distribuidora foi decaindo, principalmente por causa da concorrência, que aumentou muito”, conta o fundador.
    No começo de 2017, com então quatro unidades, Ribeiro resolveu franquear seu negócio, transformando o nome em Suporte Smart. Atualmente, a rede conta com mais de 130 unidades, sendo 12 lojas de rua, sete unidades próprias e 120 franqueados no mais novo modelo de negócio, em formato de delivery.  Com planos de expandir pelo Brasil, a rede oferece treinamentos e suporte gratuitamente. Com uma lucratividade que ultrapassa os 50% no modelo mais simples, a marca tem como meta resolver os problemas técnicos em até 40 minutos, além de ofertar mais de 60 tipos diferentes de serviços no catálogo e peças homologadas. 

    Nenhum comentário