• Novidades

    Saiba tudo sobre endoscopia da coluna

    Especialista esclarece dúvidas sobre técnica para tratamento de hérnias de disco


    Cirurgias na coluna costumam gerar muita preocupação em pacientes por serem consideradas agressivas e dolorosas, além da recuperação que demanda muitos cuidados. Porém, no Brasil já existe uma técnica mais moderna e minimamente invasiva para tratar problemas como a hérnia de disco chamada: endoscopia da coluna.

    O cirurgião de coluna e diretor clínico da SO.U Ipiranga, Dr. Bruno César Aprile, explica que a endoscopia da coluna é um método cirúrgico inovador porque tem a mesma eficácia das cirurgias tradicionais, porém é realizada em pouco tempo e com rápida recuperação do paciente.

    O profissional responde abaixo as principais perguntas sobre o tratamento:

    Como é realizada a endoscopia da coluna?

    A técnica consiste na dilatação da musculatura para inserir um tubo de dois centímetros com uma câmera de alta definição na ponta, para otimizar a visualização da parte a ser corrigida. “Durante o procedimento é feito apenas um corte de um centímetro para inserção do tubo, diferente da cirurgia tradicional em que é feita um corte até 8 vezes maior”, explica. 

    Em quanto tempo é feito o procedimento?

    O profissional pontua que o tempo médio para realizar a cirurgia é de 1 hora, sendo que normalmente o paciente tem alta hospitalar em menos de 24 horas. “A maioria dos casos também não exige a internação na UTI no pós-operatório. Enquanto na cirurgia convencional o paciente chega a ficar quatro dias internado”, informa.

    A endoscopia da coluna corrige quais doenças?

    Além de hérnias de disco, a endoscopia pode ser recomenda para tratar outros problemas de compressão de nervos, atuando para o alívio imediato dos incômodos causados pela doença.

    Quais são outras vantagens para os pacientes?

    Por não utilizar anestesia geral, apenas sedação e anestesia local, a endoscopia da coluna é mais segura para pacientes idosos, hipertensos, diabéticos ou com doenças cardíacas e pulmonares. A recuperação é em média de quatro dias e se respeitadas as recomendações médicas, o paciente já estará apto para retornar às atividades rotineiras e até o mesmo ao trabalho dentro deste prazo. “A dor pós-operatória também é muito menor do que as cirurgias convencionais. Após realizada a endoscopia da coluna geralmente a pessoa saí andando normalmente do hospital”, conclui. 



    Sobre a SOU:


    Fundada em 2008 pelo Dr. Pedro Baches Jorge, mestre e doutorando em Ortopedia pela Santa Casa de São Paulo e Diretor científico da Sociedade Brasileira de Artroscopia e Trauma do Esporte (SBRATE), a SOU é uma clínica médica especializada em ortopedia e medicina do esporte, com equipe médica composta por profissionais altamente capacitados para diagnosticar e tratar desde esportistas amadores à atletas de alto rendimento. Possui três unidades na capital paulista, respectivamente nos bairros Bela Vista, Vila Mariana e Ipiranga. 

    Para saber mais, acesse: www.clinicasou.com.br.

    Nenhum comentário