• Novidades

    Prêmio Bem Envelhecer está com as inscrições abertas

    No Brasil, o cotidiano dos mais de 30 milhões de idosos é marcado pelo desafio de vencer o preconceito etário. Embora estejam vivendo intensamente e ocupando espaços significativos nas cidades, a sociedade consome e propaga uma visão estereotipada de que os maduros só vivem as perdas da idade; acreditam que os 60+ param de produzir, de ter satisfação em aprender e em viver experiências incríveis. Para produzir um novo repertório sobre o envelhecimento, surgiu o Prêmio Bem Envelhecer – um concurso intergeracional de fotografia e vídeo. No cerne da iniciativa, a construção de pontes entre jovens e maduros para que as novas gerações passem a enxergar a maturidade pulsante que ocupa os quatro cantos do país. 

    A segunda edição do concurso acontecerá com o apoio do @instamission, um projeto sobre conexão – com você mesmo, com o outro e com o mundo – que acontece por meio de missões e jornadas no aplicativo Instagram. 

    Mais informações podem ser obtidas no site: https://www.facebook.com/premiobemenvelhecer/



    Para se engajar, basta seguir o perfil do Instamission no Instagram (@instamission) e participar da Jornada Bem Envelhecer, que acontece de 26 de março a 4 de abril de 2019. Todos serão convidados a mostrar em posts quem são os 60+ que nos inspiram a ser a nossa melhor versão em qualquer idade. As fotos e os vídeos podem ser postados na própria conta do participante, usando a hashtag #jornadabemenvelhecer. A hashtag poderá ser adicionada em fotos novas ou antigas. A curadoria irá classificar os vídeos e as fotos que estiverem de acordo com a proposta do concurso.

    As fotos e vídeos selecionados estarão disponíveis no site do Prêmio Bem Envelhecer. Sobre o conteúdo, o fio condutor deve ser a quebra de estereótipos negativos associados aos idosos (inutilidade, improdutividade, incapacidade, passividade e falta de interesse), ou seja, construir uma narrativa que favoreça a redução da discriminação etária e mostre o potencial dos 60+. Entre os prêmios do concurso, destaque para cursos online da escola Perestroika.

    Representatividade

    De acordo com Regina Helou, vice-presidente do Projeto Velho Amigo e uma das idealizadoras do Prêmio Bem Envelhecer, a qualidade de vida da terceira idade pode depender diretamente da visão que a juventude tem dessa população. "A interrelação das duas gerações vai contribuir significativamente para o bem envelhecer, tanto de quem já é idoso quanto do próprio jovem que um dia chegará à mesma condição”, conta a filantropa. Para Fernanda Gouveia, uma das idealizadoras do concurso, discente do curso de graduação em psicologia da PUC-SP e idealizadora da Virada da Maturidade, a sociedade carece de iniciativas intergeracionais que permitam uma reflexão aprofundada sobre a relação que se estabelece com os idosos. "Estamos vivendo uma revolução do envelhecer, momento ideal para mostrar todo o potencial da maturidade e a importância de todos se prepararem para a etapa tardia da vida”, explica a especialista em envelhecimento.

    Os maduros estão sendo protagonistas de uma grande revolução que não está sendo percebida, porque envelhecer é uma novidade. Segundo Layla Vallias, cofundadora da Hype60+ e coordenadora da pesquisa Tsunami Prateado, por mais que pareça uma contradição classificar a longevidade como uma novidade, o fato é que estamos vivendo mais e nos deparando com os desafios e paradigmas antigos sobre a idade. 

    Hoje, a economia prateada movimenta globalmente US$ 7 trilhões, sendo a terceira maior atividade econômica do mundo. É notório que a sociedade tem que passar a enxergar a longevidade como oportunidade para fortalecer as sociedades e as econômicas, também. Nesse contexto, representatividade importa muito. Temos que ampliar e oxigenar o nosso repertório sobre o cidadão maduro; lançar um novo olhar e enxergar para além dos estereótipos. Por isso, o Prêmio Bem Envelhecer é tão relevante e repleto de significado, afirma Layla, que também coordena a premiação.

    O Prêmio Bem Envelhecer conta com a adesão microinfluenciadores como Maya Santana, fundadora da página 50 e mais com mais de 100.000 seguidores no Facebook    (http://www.50emais.com.br); Avós da Razão – programa no YouTube apresentado por  Gilda, 76 anos, Sonia, 80 anos e Helena, 90 anos que respondem perguntas enviadas pelos internautas por meio de vídeos, áudios e mensagens mandados pelo WhatsApp

    (https://www.youtube.com/channel/UCPaLH-5sjIoxe6Cm1llYtjA); Rosangela Carvalho Marcondes, fundadora e blogueira da página Domingo Açucarado, no Facebook, com mais de 150.000 seguidores  e It Avós, no Instagram; e Silvia Fernandes, fundadora e instagrammer do perfil @silviarumoaos60, com quase 40 mil seguidores  (https://www.instagram.com/silviarumoaos60/).

    O Prêmio Bem Envelhecer é organizado pelo Projeto Velho Amigo, Intemsa e Hype60+. A segunda edição do concurso acontecerá com o apoio do @instamission, um projeto sobre conexão - com você mesmo, com o outro e com o mundo - que acontece por meio de missões e jornadas no aplicativo Instagram. A iniciativa conta com o apoio da Virada da Maturidade, Instituto Jatobás e São Joaquim Apoio à Maturidade e Rede-Comunidade.

    Nenhum comentário