• Novidades

    O que é a intralogística e como ela pode tornar a empresa mais competitiva



    Não tão conhecida como a logística do gerenciamento de rotas, transporte e entrega de produtos, mas que estrategicamente, pode facilitar o trabalho das empresas

    Sabe toda aquela movimentação interna de materiais dentro das unidades fabris, centros de distribuição e armazéns? Quando ela acontece de forma eficiente e estratégica, é chamada de intralogística. Apesar de não tão conhecida como a logística do gerenciamento de rotas, transporte e entrega de produtos, sem ela, todo o trabalho de uma empresa pode ficar comprometido. “Ter atenção à intralogística é importante para alinhar os fluxos de materiais e informações, garantindo que ela otimize, automatize, integre o fluxo dos bens em um centro de distribuição, galpão logístico ou depósito”, explica Giordânia R. Tavares, diretora da Rayflex, líder do mercado nacional de portas industriais.

    E, para manter a eficácia das operações é preciso ter à disposição tecnologias de manuseio e armazenamento, que incluem sistemas de automação interna e portas-rápidas, por exemplo. “Estas precisam ter tecnologias que garantam a integridade mesmo com uso intensivo, que suportam variações climáticas e ainda que tenham acionamento prático, velocidade rápida e garanta a segurança dos funcionários que atuam no manuseio e transporte dentro da empresa”.

    Outro ponto a ser ressaltado é o custo de manutenção, que precisa ser considerado na hora da escolha das melhores soluções. “No caso das portas, muitas empresas estão optando pela troca das antigas que são mais pesadas, por portas rápidas de lona que também possuem abertura e fechamentos automáticos e são desenvolvidas para elevados ciclos de abertura e fechamentos. Ao escolher uma porta rápida, já que o principal objetivo da substituição é reduzir os custos de manutenção, é importante atentar-se ao tipo de tecnologia que ela oferece”, diz Giordânia.

    A dica é optar por portas com guias - laterais por onde desliza a lona ao abrir e fechar - e, para obter-se o mínimo de manutenção e desgaste, é importante que estas sejam lisas e não contenham dentes. Isso porque ao receber impacto acidental de carrinhos e empilhadeiras, a guia lisa  se soltar e encaixa novamente de forma automática e a guia com dentes pode quebrar e gerar custos desnecessários.  “Outra função muito importante que uma porta rápida deve contemplar é a dupla reparação automática, funcionando nos dois sentidos de trânsito, ou seja, a porta deve se restabelecer ao sofrer a colisão de um veículo esteja ele entrando ou saindo do ambiente”, finaliza.

    O investimento na armazenagem e movimentação intralogística reduz os custos da operação e torna as empresas mais competitivas, já que acelera o tráfego dos produtos, mas é importante atentar aos benefícios que as estruturas de armazenagem podem trazer ao negócio e conhecer aspectos importantes como características, aplicações, vantagens e desvantagens que elas podem trazer.  Ao avaliar a compra de produtos corretos, a empresa garante o bom funcionamento da sua intralogística e ganha agilidade nos fluxos e, consequentemente, competitividade no mercado.

    Sobre a Rayflex

    Criada em 1988, a Rayflex Industrial é líder do mercado nacional de portas industriais com fabricação nacional, atuante em todos os estados do Brasil e em alguns países da América Latina nas indústrias alimentícias, farmacêuticas, automobilísticas, metalúrgicas, além de armazéns e centros de distribuição independentes (logística), especializada em porta rápidas, portas para docas e niveladores de docas, desenvolvidos especialmente para isolamento e proteção dos mais variados ambientes industriais.  Para mais informações: www.rayflex.com.br.

    Nenhum comentário