• Novidades

    Confira os carros que perderam menos valor em 2018


    A KBB Brasil reuniu os 10 veículos que quase não depreciaram de janeiro a dezembro de 2018

    São Paulo, 21 de março de 2019 – A venda de carros novos cresceu 14,6% em 2018, de acordo com a Fenabrave (Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores). Neste ano, diversos modelos já estão prestes a serem lançados. Com a intensa movimentação do mercado automotivo, considerar a venda do veículo já usado é um quesito significativo em uma boa escolha. A KBB Brasil listou as versões que menos perderam valor de janeiro a dezembro de 2018 para o consumidor entusiasmado em comprar um novo carro. 

    Quando o assunto é preço de carros, há duas metodologias para calcular a perda de valor: Desvalorização e Depreciação. A desvalorização é a comparação do preço atual de um veículo 0Km com os valores aplicados pelo mercado à mesma versão fabricada em anos anteriores. Já a Depreciação usa o valor do veículo 0Km em um período determinado em relação a seu atual valor residual, sempre considerando o mesmo ano/modelo e sem o mesmo rigor de sua definição contábil, que tem regras muito estritas. Neste levantamento, foi aplicado o conceito de depreciação.  

    O estudo conta com representantes das categorias Hatch, Sedã e SUVs. Além disso, 70% do ranking é composto por modelos equipados com transmissão automática, o que pode refletir a crescente preferência dos brasileiros – principalmente nos grandes centros urbanos, onde há alto índice de engarrafamento.  

    O hatch compacto Polo Highline 200 TSI se destaca como a versão que sofreu a menor depreciação no ano passado, somando queda de 1,47%. Seguido pelo Hyundai IX35 2.0, o SUV médio apresenta índice de 2,22%. O Volkswagen Golf GTI 350 TSI encerra o top 3 abaixo de 3%, com perda de 2,84%. 

    “Uma das coisas mais interessantes ao realizarmos análise de depreciação é visualizar a participação de marcas já esperadas, como a presença da Volkswagen – montadora tida mundialmente como fabricante de veículos resistentes. E, ao mesmo tempo, ter surpresas que o senso comum jamais esperava, como é o caso do Cherry QQ e Troller T-4”, avalia Ricardo Fischer, gerente de Valuation da KBB Brasil. 

    Veja a relação completa com todas as versões que mal passaram por depreciação em 2018: 


    Nenhum comentário